Lembrando os Sinais do Fim dos Tempos nas mensagens de Nossa Senhora ao Padre Stefano Gobbi, do Movimento Sacerdotal Mariano

Itália- Rubbio (Vicenza) – 31 de dezembro de 1992
(Última noite do ano)

Diz Nossa Senhora – “Deixai-vos docilmente ensinar por Mim, filhos prediletos".

Nesta última noite do ano, recolhei-vos em oração e na escuta da palavra de vossa Mãe Celeste, Profetisa destes últimos tempos.

Não passeis essas horas no barulho e na dissipação, mas no silêncio, no recolhimento, na contemplação.

Tenho-vos anunciado repetidas vezes que se aproxima o fim dos tempos e a vinda de Jesus na glória. Agora quero ajudar-vos a compreender os sinais descritos na Sagrada Escritura, que indicam estar já próximo o seu glorioso retorno.

Esses sinais são claramente indicados no Evangelho, nas Cartas de S. Pedro e de S. Paulo, e estão se realizando nestes anos.

- O primeiro sinal é a difusão dos erros, que levam à perda da fé e à apostasia.

Esses erros são propagados por falsos mestres, por célebres teólogos que não ensinam mais as verdades do Evangelho, mas perniciosas heresias, baseadas em raciocínios humanos e errados.

É por causa do ensino dos erros que se perde a verdadeira fé e se difunde por toda parte a grande apostasia.

“Prestai atenção e não vos deixeis iludir, porque muito procurarão enganar um grande número. Virão falsos profetas e enganarão muitíssimos” (Mt 24, 4-5.11).

“O Dia do Senhor não virá sem que primeiro venha a grande apostasia” (2Ts 2,3).

“Virão entre vós falsos mestres, que procurarão difundir heresias desastrosas e por fim se voltarão contra o Senhor que os salvou. Muitos os escutarão e levarão, como eles, uma vida imoral e, por sua culpa, a fé cristã será desprezada. Por desejo de riqueza, eles vos iludirão com raciocínios errados” (2Pd 2, 1-3).

- O segundo sinal é o estourar de guerras e lutas, que levam ao predomínio da violência e do ódio a um esfriamento geral da caridade, enquanto são sempre mais freqüentes as catástrofes naturais, como epidemias, fomes, inundações e terremotos.

“Quando ouvirdes falar de guerras, próximas ou longínquas, não tenhais medo: é necessário que isso aconteça.

Os povos combaterão um contra o outro, um reino contra outro reino. Haverá fome e terremotos em muitas regiões. Tudo isso será apenas o início de sofrimentos maiores.

A iniqüidade será tão difundida que o amor de muitos esfriará. Mas Deus salvará aquele que resistir até o fim” (São Mateus 24, 6-12).

"E, ante o progresso crescente da iniqüidade, a caridade de muitos esfriará". (São Mateus 24, 12)

- O terceiro sinal é a sangrenta perseguição daqueles que se mantêm fiéis a Jesus e ao seu Evangelho e permanecem firmes na verdadeira fé. Durante esse tempo o Evangelho será pregado em todas as partes do mundo. Pensai, filhos prediletos, nas grandes perseguições que sofre a Igreja e no zelo apostólico dos últimos Papas, sobretudo do meu Papa João Paulo II, ao levar a todas as nações da terra o anúncio do Evangelho.

Padre Gobbi e o Santo Papa João Paulo II

“Vós sereis presos, perseguidos e mortos. Sereis odiados por todos por causa de mim; então muitos abandonarão a fé, se odiarão uns aos outros e se trairão mutuamente. Nesse tempo, a mensagem do reino de Deus será anunciada em todo o mundo; todos os povos deverão ouvi-la. E então virá o fim” (Mt 24, 9-10.14).

- O quarto sinal é o horrível sacrilégio cometido por aquele que se opõe a Cristo, isto é, pelo anticristo. Entrará no templo Santo de Deus e sentar-se-á no seu trono, fazendo-se adorar ele mesmo como Deus.

“Levantar-se-á contra tudo aquilo que os homens adoram e chamam de Deus. O homem ímpio virá com o poder de satanás, com toda a força dos falsos milagres e falsos prodígios. Usará todo gênero de engano maligno para fazer o mal” (2Ts 2, 4-9).

“Um dia vereis no lugar santo aquele que comete o horrível sacrilégio. O profeta Daniel falou sobre isto. Quem lê procure compreender” (Mt 24, 15).

Filhos prediletos, para compreender em que consiste este horrível sacrilégio lede o que foi predito pelo profeta Daniel.

“Vai, Daniel, pois estas palavras estão escondidas e seladas até o tempo do fim. Muitos serão purificados, alvejados e tornados íntegros, mas os ímpios continuarão a agir impiamente e todos os ímpios ficarão sem compreender, mas os sábios compreenderão. A contar do momento em que tiver sido abolido o sacrifício cotidiano e for instalada a abominação da desolação, haverá mil duzentos e noventa dias. Bem-aventurado aquele que esperar com paciência, chegando aos mil trezentos e trinta e cinco dias.” (Daniel 12, 9-12)

A Santa Missa é o sacrifício cotidiano a oblação pura que é oferecida ao Senhor em toda parte, do nascer ao pôr-do-sol.

O sacrifício da Missa renova o sacrifício consumado por Jesus sobre o Calvário.

Acolhendo a doutrina protestante se dirá que a Missa não é um sacrifício, mas somente a santa ceia, ou seja, a recordação do Jesus fez na sua última ceia.

(Lembrando, que no dia 19 de janeiro de 2016, os Luteranos em visita ao papa Francisco, receberam a Eucaristia numa missa ecumênica, celebrada no Vaticano)

(Em 15 de novembro de 2015, o Papa Francisco visitou a Igreja Luterana de Roma e no final da visita, Francisco ofereceu um cálice para os luteranos)

(Abaixo, Francisco ecumenista, recebeu em audiência no Vaticano, cerca de 100 pastores pentecostais e recebeu deles a benção com a imposição de mãos, algo impensável no tempo de outros papas)

E assim será suprimida a celebração da Santa Missa. Nessa abolição do sacrifício cotidiano consiste o horrível sacrilégio cometido pelo anticristo, cuja duração será aproximadamente três anos e meio, isto é, mil duzentos e noventa dias.

- O quinto sinal é constituído por fenômenos extraordinários que aparecem no firmamento do céu.

(Abaixo: Fenômeno mostra um feixe de luz que forma uma enorme cruz no céu, em Michigan, nos EUA)

"Haverá grandes terremotos por várias partes, fomes e pestes, e aparecerão fenômenos espantosos no céu". (Lc 21,11)

“O sol escurecerá, a lua perderá o seu esplendor, as estrelas cairão do céu e os poderes dos céus serão abalados” (Mt 24,29).

O milagre do sol ocorrido em Fátima, durante a minha última aparição, quer-vos indicar que já entrastes nos tempos em que se cumprirão esses acontecimentos, que vos preparam para o retorno de Jesus na glória.

“Então aparecerá no céu o sinal do Filho do Homem e todos os povos da terra chorarão e os homens verão o Filho do Homem vir sobre as nuvens do céu com grande poder e esplendor” (Mt 24,30).

Meus prediletos e filhos consagrados ao meu Coração Imaculado, Eu quis vos esclarecer sobre esses sinais que Jesus em seu Evangelho vos indicou, para preparar-vos para o fim dos tempos, porque eles estão se realizando nos vossos dias.

O ano que termina e o que se inicia fazem parte do tempo da grande tribulação, durante a qual se difunde a apostasia, multiplicam-se as guerras, sucedem em tantos lugares catástrofes naturais, intensificam-se as perseguições, o anúncio do Evangelho é levado a todos os povos, fenômenos extraordinários ocorrem no céu e torna-se cada vez mais próximo o momento da plena manifestação do anticristo.

Então vos convido a permanecerdes fortes na fé, seguros na esperança e ardentes na caridade.

Deixai-vos levar por Mim e recolhei-vos todos no refúgio do meu Coração Imaculado, que Eu vos preparei justamente para estes últimos tempos.

Lede comigo os sinais do vosso tempo e vivei na paz do coração e na confiança.

Eu estou sempre convosco, para dizer-vos que a realização desses sinais vos indica com segurança que está próximo o fim dos tempos, com o retorno de Jesus na glória.

“Da figueira aprendei esta parábola: quando seus ramos tornam-se tenros e despontam as primeiras folhas, sabeis que está próximo o verão. Do mesmo modo, quando virdes acontecer estas coisas, sabei que a vossa libertação está próxima” (Mt 24, 32-33).

[Movimento Sacerdotal Mariano, Aos Sacerdotes, filhos prediletos de Nossa Senhora, 14ª edição, pg. 808-812, 1994]

“Roma perderá a Fé e se tornará a sede do Anticristo”, são as palavras que Nossa Senhora profetizou em La Salette, na França, uma aparição reconhecida pela Igreja.

"À boca a trombeta! O inimigo precipita-se como uma águia sobre a casa do Senhor, porque violaram minha aliança e transgrediram minha lei". (Oséias 8, 1)

 

 

 

 

Contactos para informações gerais da Devoção e Encomendas

  Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

  (+351) 262880269 / 262845371

  (+351) 968015744

  facebook.com/Devoção ao mais precioso sangue de Jesus Cristo

  facebook.com/União Apostólica

  facebook.com/Adelino Couto


Este Website utiliza cookies para proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ler mais Continuar

Cookies

Os cookies são ficheiros pequenos que são temporariamente armazenados no disco rígido do utilizador (cookies baseados em sessão). Estes cookies existem apenas enquanto durar a sessão da Internet. São utilizados para melhorar a facilidade de utilização de um Web site. Mesmo que não aceite a criação de cookies no seu computador, é possível utilizar uma parte do nosso Web site. Todavia, tenha em conta que poderá haver restrições em certas funções e/ou indisponibilidade de certas funcionalidades. A maioria dos browsers aceita automaticamente os cookies. No entanto, é possível contrariar essa aceitação definindo o browser para bloquear todos os cookies. Para obter mais informações, consulte as instruções disponibilizadas pelo fabricante do browser que utiliza.